A história de Marcela: superando a leucemia e as diferenças

Marcela foi diagnosticada com leucemia aos 7 anos de idade. Hoje, ela é uma sobrevivente e nos conta sua história através do projeto Ciranda de Livro.

Marcela Dearo Ribeiro, de 8 anos é uma criança como qualquer outra da sua idade: muito alegre, gosta de brincar, é esperta e ama a escola que frequenta, o Colégio Moraes, na cidade de Americana (SP). Hoje, ela está cursando o terceiro ano do Ensino Fundamental I.

Porém, em agosto de 2018, Marcela ficou doente, com febre. Logo, sua mãe Andréa Aparecida Contini Dearo a levou ao pediatra. Foi quando o médico suspeitou de Leucemia, um tipo de câncer que ocorre no sangue. O diagnóstico veio após Marcela ser encaminhada ao Centro Infantil Boldrini, referência no tratamento de câncer infantil, localizado em Campinas (SP).

Diagnóstico de Leucemia

“Em setembro de 2018, a Marcela começou o tratamento com quimioterapia, ficando 25 dias internada no hospital. Logo em seguida, ficamos na casa de apoio, ao lado do Boldrini, local que recebe as famílias dos pequenos pacientes para permanência durante o tratamento”, lembra Andréa.

Ela nos conta que a Marcela conviveu ali com outras crianças em situação semelhante e ouviu muitos relatos das outras mães. Relatos sobre o tratamento e conseqüências dele. “Ouvimos relatos das mães em relação às crianças ficarem carecas, por exemplo. Mas, a Marcela nunca se importou. Quando o cabelinho dela começou a cair, ela já sabia que isso iria acontecer e que era um processo normal do tratamento”, conta a mãe.

Marcela brincando no parquinho: uma criança alegre e cheia de vida!

De acordo com Andréa, os enfermeiros falavam para a menina: “o seu cabelo está caindo porque o tratamento está fazendo efeito”. A mãe relata que Marcela tinha um cabelo lindo, todo encaracolado. Primeiro, Marcela cortou o cabelo na altura do queixo, até que acabou ficando carequinha mesmo.

“Um dia, fomos à farmácia e eu falei para a Marcela: filha, você quer colocar uma touca ou chapéu? Então, ela me disse: Não, mamãe! Eu não me importo!”.

Segundo Andréa, a filha explicou que as pessoas teriam que vê-la do jeito que ela é. Durante todo o tratamento, por mais difícil que tenha sido, Marcela foi forte o tempo todo e acabou dando forças para sua família também.

Marcela escreve o seu próprio livro

Um ano após iniciar o tratamento, em agosto de 2019, Marcela felizmente recebeu autorização para voltar à escola uma vez que entrou na fase chamada manutenção, quando o câncer já está no estado remissivo.

Seus colegas de classe já estavam finalizando o projeto da Ciranda de Livro, quando Marcela começou a escrever o seu próprio livro. A professora explicou a ela que poderia soltar a imaginação e desenvolver seu texto e desenhos de acordo com o tema trabalhado em sala de aula, que era sobre o respeito às diferenças.

 “Quando eu li o livro, eu chorei”, conta a mãe emocionada. “Para a minha surpresa, ela resumiu toda a história dela no livro”, diz. Segundo Andréa, a filha não havia falado nada antes a respeito. “Quando mandaram os livros pelo aplicativo para os pais lerem, eu fiquei surpresa e vi no livro dela tudo o que ela tinha passado durante o tratamento. Então, foi tudo inspiração dela mesmo”, explica a mãe.

Como seu estado de saúde ainda requer cuidados, Marcela não participou do evento de autógrafos. Uma das recomendações médicas é que a menina evite aglomerações. Mas, mesmo assim, seu livro intitulado “Mariana e o menino” foi recebido com muito orgulho pelos pais e até hoje faz o maior sucesso entre os colaboradores do Centro Infantil Boldrini.

Ao lado, livro de Marcela Ribeiro realizado através do projeto Ciranda de Livro

Para a pequena Marcela, uma das lições aprendidas com o projeto Ciranda de Livro foi sobre a importância de respeitar as pessoas, não importando sua aparência física.

“Esse livro é para ensinar as crianças que fazem bullying com a aparência das pessoas a não fazê-lo, porque se você tiver um amigo de verdade, esse amigo não vai te olhar pela aparência. Ele vai te olhar pela amizade que você tem por ele”, afirma a aluna.

A história de Marcela é inspiradora, por isso não poderíamos deixar de compartilhar. Através de algumas páginas de texto e desenhos, Marcela nos ensina sobre muitas coisas, como respeito ao próximo e superação de vida, uma verdadeira obra-prima de grande valor não só para a família, como para toda sociedade.

Fica aqui nosso agradecimento à Marcela e sua família por compartilharem conosco essa linda história, que está guardada no coração de cada um dos envolvidos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.